Ligue para o escritório

E fale com dos advogados especialistas na sua causa.

+55 11 3386-0000

ICMS: Você sabia que tem direito à restituição do ICMS na conta de luz?
601
post-template-default,single,single-post,postid-601,single-format-standard,bridge-core-1.0.6,ajax_updown_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,side_menu_slide_with_content,width_470,qode-theme-ver-18.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

ICMS: Você sabia que tem direito à restituição do ICMS na conta de luz?

ICMS: Você sabia que tem direito à restituição do ICMS na conta de luz?

O Brasil é um dos países com a maior carga tributária do mundo e os empresários brasileiros conhecem muito bem esta realidade.

Em 2018, o ICMS, continuou sendo a maior forma de tributação, de acordo com o FISCO.

O que é ICMS?

ICMS é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços, ou seja, são os tributos indiretos embutidos nos preços.

Poucas empresas sabem que tem o direito a crédito sobre a energia elétrica consumida e justamente sobre isto que vamos falar neste artigo.

Continue esta leitura e entenda um pouco mais!!

É possível pedir a restituição de cobrança indevida de ICMS

Poucas empresas sabem, é que é possível pedir a restituição da cobrança mensal indevida de ICMS sobre as tarifas (TUST, TUST e Encargos Sociais) na conta de luz.

O comum, é que o conhecimento deste tributo seja apenas ao de aplicar às devidas contribuições que a empresa já está habituada.

E isto, é algo fácil de se entender, pois conhecer a legislação tributária brasileira é, sem dúvida, uma das coisas mais difíceis para o empresário.

De acordo com Constituição Federal, artigo 155, parágrafo 3º, apesar de intangível, a energia elétrica é considerada como uma mercadoria.

Apesar do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) ser um imposto estadual, a limitação do crédito de energia à atividade produtiva é válida para todos os estados brasileiros, conforme a Lei Complementar nº 87 de 1996.

A cobrança de ICMS nas contas de luz é uma das maiores fontes de arrecadação de um estado e por isso, não se aplica apenas sobre o consumo de energia.

O ICMS vem sendo cobrado acima do que é devido, pois não é cobrado somente sobre a energia que é consumida, mas também, sobre mais duas tarifas: TUST (Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão) e TUSD (Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição).

Qual o período máximo para se pedir a restituição do ICMS?

Pode-se solicitar a restituição dos últimos 5 anos.

Qual o valor a ser restituído?

O valor varia de acordo com o consumo, ou seja, quanto maior o consumo, maior o valor a ser restituído.

Aproveitar o crédito do ICMS sobre a energia elétrica pode trazer inúmeros benefícios para uma empresa, pois além de diminuir impostos, esta economia será revertida aos resultados financeiros da empresa.

Ressaltamos que, é importante que a empresa tenha um planejamento tributário adequado, para evitar o pagamento indevido de outros impostos.

A Chaves Advocacia atua no Direito Tributário há mais de 10 anos. Com know how em revisão e planejamento tributário, o escritório proporciona soluções estratégicas a seus clientes, a fim de gerar melhor fluxo financeiro para a empresa.

 


Precisa de mais informações sobre Direito Tributário para sua empresa?

Preencha o formulário, que um advogado especialista em Direito Tributário poderá te orientar.

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]

O escritório Chaves Advocacia atua há mais de 10 anos no Direito Empresarial, Tributário e Trabalhista, assessorando empresas de todos os portes e startups, realizando um planejamento jurídico e tributário adequado para cada segmento.

Solicite o contato de um advogado especializado em Direito Empresarial , Tributário e Trabalhista.

Temos a certeza da solução para o seu negócio crescer de forma saudável, correta e organizada.

 

Entre em contato conosco, acesse e preencha o formulário para atendimento sobre Direito Empresarial!

Ou ligue agora para falar com um advogado 11 3386-0000

william
Sem Comentários

Postar Um Comentário